Slider Background

Agressão injusta contra pessoas indefesas vem de uma impotência interna

de leitura

sábado, janeiro 02, 2016




Você, no mais baixo nível de civilidade, tentou ostentar "poder" através da força contra quem escolheu estar do seu lado. Escolha essa que pode sim ter sido errada, irresponsável, ingênua, tola, mas que de forma alguma permitiu que a sua raiva por ser impotente descarregasse socos e pontapés no meu corpo.


Eu aceitei estar com você, e até certo ponto omiti minhas vontades para satisfazer você. Ignorei as truculências diárias por achar que em algum momento, tudo iria mudar, mas muita coisa mudou, menos você e o seu medo em perder "poder". Sua vontade louca de ter controle sobre mim, aquele controle que você nunca teve sobre si mesmo, não permitiu que você descarregasse em mim socos e pontapés.


Mesmo me culpando o tempo todo por não ter enxergado logo de início toda a sua covardia, eu sei que no fundo a culpa é somente sua, porque os atos desproporcionais da sua agressividade de forma alguma correspondem a algum possível erro meu. E sobre os meus erros, nenhum deles permitiu que você descarregasse em mim socos e pontapés.

>>> Me acompanhe pelo Facebook, Twitter e Youtube

Hoje percebo que a sua falsa autoridade nada mais é do que a expressão de um ego impotente que a todo custo tenta demonstrar que é forte, mas não é. Sua agressividade contra mim não é sinônimo de força, e sim o ladrar de um cão frágil e amedrontado. E o seu medo em ser o que é não permitiu que descarregasse contra mim, socos e pontapés.

Cada vez que apontou seu dedo indicador para mim, condenando-me e estipulando as regras as quais eu deveria seguir, outros quatro dedos apontavam para você. Não perdoarei você pelo que fez comigo, mas perdoo a mim, por ter feito uma péssima escolha e ter continuado com ela. Seus socos e pontapés deixaram-me marcas por todo o corpo, mas eu as utilizarei para fortalecer em mim o que jamais esteve dentro de você, amor-próprio e autoconfiança. Amarei a mim mesma todos os dias.

Sim, este texto foi escrito por um homem.

P.S.: Leia meus outros artigos e me adicione nas redes sociais.

Todos os textos aqui publicados são de propriedade intelectual do autor, e regulamentados pela Lei 9.610/98. A cópia ou divulgação, bem como qualquer lucro obtido através deste texto, sem a autorização prévia ou menção da fonte, será alvo de ação judicial baseada na lei supracitada.