Slider Background

O exército de zumbis desapegados

de leitura

domingo, fevereiro 28, 2016







PARECE QUE O JOGO MUDOU, NÃO É MESMO?

Tenho percebido nos últimos 6 meses mais pessoas com dificuldade de se APEGAR do que pessoas conseguindo se DESAPEGAR. Eu escrevi muito sobre isso, dei palestra, falei, falei, mas a modinha do desapego veio com tudo e pegou (por ironia do destino, haha)! O que temos hoje? Um exército de gente que NÃO consegue mais permanecer em relacionamento, pessoas que não conseguem se apegar e muito menos superar pequenas dificuldades em seus relacionamentos.

Em suma, temos muita gente dizendo que a vida está uma maravilha com tanta liberdade, mas quando vai deitar a cabeça no travesseiro chora e lamenta por não conseguir permanecer em nada. Seja emprego, faculdade e claro, relacionamento amoroso. É como se fosse uma comunidade de zumbis sedentos por cérebros fresquinhos. Toda hora que um zumbi passa do lado de algum potencial alvo, ele sai murmurando: hmmmm céeeeerebro... céeeeerebro...

A fome é infinita e a capacidade de realização é bem limitada. Se viver assim por alguns meses já é ruim, imagine sendo zumbi que só come aquele Miojo que em 3 minutos está pronto (quem lê meus textos sabe do que eu estou falando) durante anos? Ninguém aguenta!

>>> Me acompanhe pelo FacebookTwitter e Youtube

Antes de querer se desapegar de algo, faça MUITOS exercícios de autoconhecimento. Não existe fórmula mágica. Não é apenas com uma dezenas de livros de autoajuda que você vai conseguir se sentir livre e de bem consigo mesmo. Se você se apegou à ideia do desapego, deveria ao menos entender como tudo isso funciona no seu cérebro. Desapegar não é o mesmo que fugir de apego. E por fim, NINGUÉM consegue viver sem apegos. Trabalhe apenas o excesso de carga emotiva delineada pela sua libido e seus pensamentos. Pense nisso!

P.S.: Leia meus outros artigos e me adicione nas redes sociais.