Slider Background

Comece a viver bem e melhor!

de leitura

Olá, tudo bem?
Quero fazer algumas perguntas para você



Como tem se sentido ultimamente?

Como uma peça que não se encaixa e lugar algum?

Quais palavras definem o seu estado atual?

Desmotivação, baixa autoestima, falta de autoconfiança, etc...

Sua vida amorosa é problematica?

Conflitos, falta de interesse, desilusão, carência afetiva, rejeição.

Seus pensamentos são acelerados e não param nunca?

Por mais que tente, sua cabeça não para. Você é silêncio por dentro e gritaria por fora.

Você finge estar feliz para agradar todo mundo?

Sente a necessidade de agradar as pessoas, mas raramente recebe algo em troca.

A intensidade e a frequência da sua tristeza ou nervosismo têm aumentado cada vez mais?

Com o passar do tempo você percebeu que está mais sensível e tudo parece afetar você.

Você se irrita com muita facilidade?

Uma palavra mal colocada, um olhar diferente, um erro cometido. Tudo irrita você.

Tem pouca ou nenhuma motivação para viver?

Tudo mudou e agora você não sente prazer nem com o que agravada você antes.

Sente que sua autoestima está muito baixa?

Por mais que elogiem você, você não consegue gostar de si mesmo



BUSCAR AJUDA É O PRIMEIRO PASSO E NÃO HÁ NADA DE VERGONHOSO NISSO!

Agende uma consulta online




Decida por melhorar a sua vida.


Gaste menos de 10 minutos, leia esse texto até o final e comece a mudar sua vida




Meu nome é Carlos Mion e há muitos anos estudo e escrevo sobre o comportamento humano. Sou neuropsicanalista*, neurocientista clínico, especialista em Terapia Cognitivo Comportamental e Coach. Tenho grande experiência com transtornos de ansiedade e com o comportamento feminino. Tenho grande influência da filosofia existencialista e da Gestalt terapia. Por fim, sou palestrante, escritor, empreendedor e advogado.
*Neuropsicanálise é um movimento dentro da neurociência e da psicanálise para combinar os conhecimentos de ambas as disciplinas para uma melhor compreensão da mente e do cérebro.
Ao longo dos meus últimos 14 anos, percorri os caminhos da filosofia, história, sociologia, psicanálise e da neurociência. Com o passar do tempo, dada a minha bagagem e conhecimento adquirido, comecei a dar palestras, cursos e a orientar pessoas a viverem uma vida melhor e equilibrada, sem que para isso criasse fórmulas mágicas ou doutrinas da felicidade. Tenho grande experiência clínica e é justamente dos atendimentos que tiro os maiores aprendizados.

Faço parte de um grupo de psicanalistas que entende que a psicanálise deve ser modernizada continuamente e influenciada pelos estudos da neurociência. Ambos os campos de estudo podem e devem caminhar juntos. Dessa forma, mente, cérebro, e comportamento (expresso aqui como a forma de se viver e pensar) são os meus objetos de estudo.

Adquiri muita experiência na área dos relacionamentos amorosos, e até hoje sou muito procurado por isso, dado o sucesso dos meus métodos e minha linguagem sempre muito acessível e direta.

Não acredito que livros de autoajuda irão solucionar todos os problemas da sua vida. É por isso que me coloco à disposição para ajudar você a se conhecer melhor, entender com mais facilidade o seu próprio comportamento e como ele influencia e é influenciado pelo comportamento social. Sua vida pode começar a mudar no momento em que você tiver um equilíbrio mais eficaz das suas emoções e dos "defeitos" do seu ego.

A terapia e o coaching são meios de buscar respostas, de aprender algo para dissipar o que talvez você esteja equivocadamente aplicando a sua vida. É um “aprender a viver da melhor forma possível conforme suas necessidades”. É o caminho para se encontrar, para viver bem e melhor.








DESEQUILÍBRIO EMOCIONAL


O desequilíbrio emocional pode estar destruindo a sua qualidade de vida



Todos nós já passamos por momentos em que perdemos total ou parcialmente nosso controle. Estresse, tristeza, luto, conflitos pessoais e interpessoais. Situações frustrantes que nos fazem entrar em um estado de humor nem sempre desejado.

Raiva, medo, tristeza. Emoções que quando dominantes em um estado de humor podem arruinar sua qualidade de vida. Se você anda triste pelos cantos, está sempre uma pilha de nervos, ou começou a ter medo de coisas comuns que nem tudo mundo tem, então é possível que um desequilíbrio emocional tenha sido instalado em você. Com o tempo você sentirá reações físicas e psicológicas que não sentia antes e boa parte da sua fisiologia perderá o equilíbrio natural. Você basicamente não estará "funcionando" direito.

Você pode estar sofrendo sem necessidade, e pode ter seu quadro agravado pela demora em procurar orientação profissional. Quanto antes você decidir procurar ajuda, mais fácil será resolver o problema.





ANSIEDADE E EXCESSO DE PENSAMENTOS


O corpo está quieto, mas a mente não para. A ansiedade em excesso é um dos grandes males da modernidade



Pensar demais pode acabar com o seu dia e com sua qualidade de vida. Quando perdemos o controle sobre nossos pensamentos, perdemos a capacidade de selecionar e valorar corretamente o que passa na nossa cabeça. Dessa forma pensamos muito sobre qualquer coisa, mesmo que seja algo inútil.

Excesso de pensamento está relacionado com a ansiedade. Quando mais ansiedade menos controle sobre o que você pensa você terá. Se você entender essa lógica perceberá facilmente que não é preciso ter algum transtorno de ansiedade para pensar de mais, basta estar ansioso. A questão é que uma pessoa em seu estado normal fica ansiosa e algum momento depois volta ao equilíbrio. Quando temos algum distúrbio de ansiedade fica muito mais complicado voltar ao ponto de equilíbrio inicial.

Enjoo e vômitos, tontura ou sensação de desmaio, nervosismo frequente, falta de ar ou respiração ofegante, dificuldade de concentração, dor ou aperto no peito e palpitações no coração, preocupação excessiva, dor de barriga e diarreia, medo frequente, falar muito rápido, sensação frequente de que algo ruim vai acontecer, tensão muscular e dores pelo corpo, descontrole sobre as coisas que pensa, irritabilidade frequente e dificuldade para dormir são apenas alguns dos sintomas físicos e psicológicos que uma pessoa ansiosa pode estar sentindo.





RELACIONAMENTO AMOROSO


Conflito, abandono, rejeição, traição, humilhação, ciúmes excessivo, e etc...



Uma coisa é certa, não importa o tipo de relacionamento amoroso você esteja tendo, pode ser uma ficada esporádica de final de semana, um namoro recente ou um casamento de 10 anos, você pode estar sofrendo por não saber lidar com a situação.



No momento em que nos vemos presos a um relacionamento destrutivo, nossa qualidade de vida já está pedindo socorro. Dicas e livros de autoajuda podem até auxiliar, mas somente quando você começar a entender como funciona as relações humanas é que você terá mais controle para criar interações humanas de qualidade.

Às vezes nos mantemos em ciclos de sabotamento. É como se você tivesse o dedo podre e, assim, vai pulando de galho em galho, vivenciando relacionamentos de péssima qualidade e perdendo as esperanças de um dia finalmente poder ter alguém que complemente a sua vida.

Enjoo e vômitos, tontura ou sensação de desmaio, nervosismo frequente, falta de ar ou respiração ofegante, dificuldade de concentração, dor ou aperto no peito e palpitações no coração, preocupação excessiva, dor de barriga e diarreia, medo frequente, falar muito rápido, sensação frequente de que algo ruim vai acontecer, tensão muscular e dores pelo corpo, descontrole sobre as coisas que pensa, irritabilidade frequente e dificuldade para dormir são apenas alguns dos sintomas físicos e psicológicos que uma pessoa ansiosa pode estar sentindo.



TAPANDO O SOL COM A PENEIRA


Em vez de resolver, esconder. Em vez de melhorar, regredir. Vivendo de migalhas.



O que você tem feito para aguentar o seu dia a dia? Bebidas, drogas (lícitas ou ilícitas), relacionamentos casuais frequentes em busca de atenção e preenchimento de vazio? Esse tipo de comportamento pode até parecer solucionar temporariamente alguma coisa, mas na prática, em curto ou médio prazo, o buraco que havia antes estará muito maior.

Se o seu consumo de substâncias entorpecentes está aumentando, isso pode indicar que você queira “adormecer” algumas sensações ruins que por ventura esteja sentindo. O mesmo acontece quando você não consegue ter rotinas diferentes, ou só trabalha, ou só vai pra balada, ou sempre precisa estar com amigos. É iniciado um ciclo de autossabotagem em que você não consegue mais viver sem.

Até mesmo comer em excesso ou comer bem menos que o normal pode ser um sinal de que nem tudo está bem com você. O estresse ou o descaso com consigo mesmo podem motivar essas atitudes. Mais uma vez é o equilíbrio que poderá trazer sua qualidade de vida nomante ao patamar mais alto. Mas não o equilíbrio terceirizado imposto pela sociedade ou alguns livros de autoajuda. O equilíbrio tem que está relacionado com suas peculiaridades, e por isso é tão importante que haja um acompanhamento específico e direcionado a você.





COMPORTAMENTO FEMININO


Há pouca abordagem específica para o comportamento feminino sem que seja tendenciosa



Há pouco material ou abordagem específica para as mulheres no que tange a relacionamentos, habilidades emocionais, e comportamento no geral. O que se encontra na internet geralmente é tendencioso (enxerga a mulher sempre por uma ótica de “mocinha indefesa” ou “devassa libertária”) e desconsidera diversos aspectos da individualidade feminina.

Homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, mas não em comportamento, muito menos na forma como interpretam a vida. Semelhança não é o mesmo que igualdade. Se você é mulher e quer aprender a trabalhar suas emoções, a interagir de forma mais eficiente com outras pessoas, a lidar melhor com seus desejos e pensamentos, e entender um pouco mais a mente masculina, você está no lugar certo.

Estudo e analiso o comportamento feminino há mais de 14 anos, adquirindo grande experiência prática. Sou muito procurando por esta particularidade. Você deve ser vista segundo a sua ótica, só assim poderá trabalhar seus “infernos pessoais”.






Estou aqui para ajudar você, orientar para uma nova forma de enxergar a vida com equilíbrio e bem-estar. Vamos juntos ter uma visão otimista e real da vida e sair das águas turvas do pensamento negativo.